20.8.17

A Busca de Sabedoria (4) (Cap.1:5-8)

A Busca de Sabedoria (4) (Cap.1:5-8)

5_Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não censura, e ser-lhe-á dada. 6_ Peça-a, porém, com fé, não duvidando; pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, que é sublevada e agitada pelo vento. 7_ Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa, 8_ homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos.

A sabedoria era a forma de conhecimento mais apreciada entre os hebreus. Livros como os de Provérbios, Eclesiásticos e Jó, eram tidos em alta conta. São livros que apresentam os princípios divinos para a vida ajustada. Assim como todo VT são princípios para vida cristã. Viver corretamente era uma das grandes aspirações dos homens piedosos de Israel. Em Provérbios 4:7 “A sabedoria é a coisa principal; adquire, pois, a sabedoria; sim, com tudo o que possuis adquire o entendimento.” Valia a pena investir tudo na aquisição da sabedoria. Um dos alvos do judeu do VT era ser sábio, ter o conhecimento correto. Você pensa assim, age como tal?

O que significa exatamente sabedoria? Evitemos confundi-la com cultura. Esta é a forma de expressão de um grupo, de uma sociedade. A maneira de uma pessoa se vestir, sua alimentação, a faixa de vocabulário dentro do seu idioma que ela utiliza seus hábitos, enfim, formam a sua cultura. Também devemos evitar identificá-la com instrução acadêmica, produto da educação escolar. Há bacharéis, mestres e doutores que possuem senso escasso, deixando de manifestar qualquer ato de sabedoria. Há gente de bom nível acadêmico, mas de vida um tanto desastrada.

Alguns (por que não dizer muitos), insubmisso não concordaram e não concordam com idéia de buscar em Deus conhecimento e sabedoria. Entre os gregos se desenvolveu o tipo de pensamento que denominamos filosofia.

 É o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. A filosofia ocidental surgiu na Grécia antiga no século VI a.C. A partir de então, uma sucessão de pensadores originais - como Tales, Xenófanes, Pitágoras, Heráclito e Protágoras. Resumindo a filosofia empenha-se em responder, racionalmente, questões acerca da realidade última das coisas, das origens e características do verdadeiro conhecimento, da objetividade dos valores morais, da existência e natureza de Deus. Nunca tem fim às perguntas, sempre têm um por quê? Por quê? Alguns tipos de filosofia: filosofia antiga, filosofia medieval, filosofia moderna e filosofia contemporânea.
àO que é filosofia?

O pensamento desenvolvido pelos hebreus não foi especulativo (como é na filosofia). Sempre foi moral, crendo num Deus pessoal que se revelara e se manifestara aos homens, mostrando seu querer. Não havia preocupações com o universo (como hoje de desvendá-lo) e sim com a vida: Como viver bem? Como descobrir o sentido da vida e aproveitá-lo ao mesmo tempo em que se agradava a Deus? A filosofia dos hebreus procurava responder a estas perguntas. E não com especulações sem fim, mas com a observação e a revelação divina.

Não era propriamente uma filosofia, e não deixa de ser pois, se preocupa com a maneira correta de como se viver. Seu caráter era pratico e funcional, nunca abstrato ou teórico. Não se alcançava com a idade, como se apenas observar a vida e tirar conclusões bastasse para possuí-la. No Salmo 119:100 está escrito: “Sou mais entendido do que os velhos, porque tenho guardado os teus preceitos.” O salmista declara ter mais sabedoria do que os de mais idade. Estes, teoricamente, tendo vivido mais, teriam acumulado o que chamamos de “experiência de vida” e saberiam mais que ele. Mas, o salmista tem mais entendimento (sabedoria) porque guarda os preceitos do Senhor. Isto nos leva a entender que a sabedoria esta com Deus. Ele é a fonte de sabedoria. Esta é a linha de pensamento adotada por Tiago. “Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus,” vs. (5a).

A sabedoria devia ser buscada com toda intensidade possível. Sendo equivalente a verdade, tudo deveria ser investido nela. Provérbios 23:23 “Compra a verdade, e não a vendas; sim, a sabedoria, a disciplina, e o entendimento.” É na busca destas virtudes “verdade” e “sabedoria/conhecimento”, “disciplina e entendimento” que a vida deve ser empregada. Será que pensamos assim? Nosso foco é realmente estes?

“Peça a Deus” A ausência de sabedoria dever ser motivo de oração. A sabedoria é um dom divino. Vem do Senhor. Deus quer que seus filhos sejam sábio, que tenham orientação correta para esta vida. O crente que não sabe viver corretamente deve pedir a ajuda de Deus. Ele supre as deficiências do vosso viver.


A oração, portanto, é uma das maneiras de se alcançar a sabedoria. Há outra maneira que a Escritura apresenta. Já vimos no Salmo 119:100 que o salmista era mais sábio que os de idade avançada porque guardava os “preceitos” (a Palavra) de Deus. A simples leitura da Bíblia não trará sabedoria, mas sim estudar e guardar os ensinos de Deus.

Vamos então repetir o que ministramos anteriormente no Sermão do Monte. Sobre as pessoas ensinadas pela Palavra, mas não ensinadas pelo Espírito Santo Como elas se comportam. Pode parecer um contra-senso, mas a diferença entre o conhecimento meramente intelectual e informativo que uma pessoa pode adquirir das Escrituras e o conhecimento da Bíblia que o E. S. transmite, vejam em João 14:26 “Compra a verdade, e não a vendas; sim, a sabedoria, a disciplina, e o entendimento.” É necessário ler, com fome, e aplicar a vida o que foi lido, buscando corrigir-se.

“com fé, não duvidando;” vs. (6a). A verdadeira oração exige fé, sem vacilações. Hebreus 11:6 “Sem fé é impossível agradar a Deus”. É conselho de Deus que seus filhos aceitem as suas recomendações, em nada duvidando: Atos 10:19, 20 “Estando Pedro ainda a meditar sobre a visão, o Espírito lhe disse: Eis que dois homens te procuram. Levanta-te, pois, desce e vai com eles, nada duvidando; porque eu tos enviei.”

O homem que duvida é como a onda do mar. É agitado de um lado para outro, nunca encontrando paradeiro. É uma figura de inconstante, a dúvida produz inquietação e instabilidade. Não deve ser assim a vida do cristão.
Qual a melhor época para se buscar a sabedoria? Provérbios 8:17 “Eu amo aos que me amam, e os que diligentemente me buscam me acharão.” Uma outra versão diz: “E os que de madrugada me buscam me acharão.” Alguns pregadores se utilizando desta versão falam que Deus amava os madrugadores na oração. O que foge ao sentido do texto e ao próprio contexto bíblico. Afinal, Deus ama até mesmo quem o odeia, João 3:16, o mesmo mundo que rejeitou seu amor e crucificou seu filho. E tb é muita precipitação daquele que pensa, sem estudar e guardar os ensinos de Deus.

No texto de Provérbios 8:17, não é Deus quem esta falando. É a sabedoria. Provérbios 8:4 e 12 “A vós, ó homens, clamo; e a minha voz se dirige aos filhos dos homens...”, “Eu, a sabedoria, habito com a prudência, e possuo o conhecimento e a discrição.” A sabedoria, ela sim, ama quem a ama e se dá a quem a procura. Quem a desejar, encontrá-la-á. E os que a procuram de madrugada (cedo, na sua vida) a acharão.


A razão pela qual podemos pedir sabedoria, na consciência de que a receberemos, está na bondade de Deus. Ele é bondoso e derrama sabedoria sobre os seus filhos. Seu amor para conosco não se resume a nossa salvação. Ele nos oferece a possibilidade de uma vida real. Tampouco nos salvou ele para nos deixar no tempo e no espaço, sem um contexto histórico para vivermos. Sua bondade não é algo místico que só provaremos depois da cessação da física. Ela funciona aqui e agora. É sua bondade que permite aos crentes encontrarem condições para uma vida madura, exibindo sabedoria no cotidiano. O grande ensino de Tiago neste trecho é que podemos viver bem, na terra. Não é necessário, como tantos cristãos fazem viver de mal com a vida, sempre emburrados, entregando o mundo para os incrédulos e se refugiando no além. Deus pode ensinar-nos como viver na terra.

“Mas se alguém tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, e ele dará, porque é generoso, e dá com bondade a todos.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário